Últimos assuntos
» Futari Ecchi (2014) [MKV][C]
Dom Out 04, 2015 12:19 pm por Lacus

» [Doctor Who] Impossible
Seg Ago 31, 2015 3:05 pm por Lacus

» Akagami no Shirayuki-hime [MKV][C]
Seg Ago 24, 2015 8:25 pm por Lacus

» Kyoukai no Rinne [MKV][Adicionando 24/08/15]
Seg Ago 24, 2015 7:39 pm por Lacus

» Misutenaide Daisy [MKV][C]
Sex Ago 21, 2015 11:48 am por Lacus

» Show By Rock!! [MKV][C]
Dom Ago 16, 2015 5:47 pm por Lacus

» [OST] Battle Spirits Burning Soul [OP/ED]
Qui Jul 02, 2015 10:08 pm por Lacus

» [Frozen/Guardiões] Believe Me
Seg Jun 29, 2015 2:53 pm por Lacus

» Battle Spirits Burning Soul [MKV][Adicionando 19/08/15]
Qua Maio 06, 2015 5:44 pm por Lacus

Relogio
Parceiros
Highschool of the Dead Brasil
Contador de Visitas
acesso gratis

[Naruto] A Princesa Haruno

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Naruto] A Princesa Haruno

Mensagem  Lacus em Ter Mar 05, 2013 8:00 am



Quando era pequena, Sakura perdera seus pais, e, acabou conhecendo um príncipe que lhe dera um colar para que sempre se lembrasse dele caso algum dia chegasse a vê-lo novamente. Mas, quem era esse príncipe tão misterioso?

Classificação: +16
Categorias: Naruto
Gêneros: Romance, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade

Capítulos: 16 (16.096 palavras) | Terminada: Sim
Publicada: 05/04/2009 | Atualizada: 04/10/2009

Notas da História:
Naruto não me pertence, mas sim à Kishimoto.
___________________________________________________________________________________________

Cap.1- Como tudo começou

Uma garotinha de cabelos rosa e olhos verdes, de aparentemente oito anos estava muito infeliz. Seus pais faleceram. Estava escondida na igreja, não queria mais saber de viver, sentia tanta solidão, se sentia tão perdida, que não queria mais saber de sair dali. Seu belo rosto era cada vez mais molhado pelas insistentes lágrimas que saiam de seus olhos.

“Não tem mais porque eu continuar vivendo, não vou mais sair desse lugar, não vou mais ver a luz do dia... papai, mamãe... por que... por que tiveram que me deixar?”

Os caixões de seus pais estavam no lugar onde a garotinha se encontrava agora, ainda não tinham sido enterrados. Apenas sentou-se no chão perto dali, abraçou seus próprios joelhos e deitou sua cabeça, chorando baixinho.

Ela continuou assim até o pôr-do-sol, quando escutou passos ecoando pelo local vazio. Pode-se ouvir passos calmos, talvez fosse sua impressão, mas vinha em sua direção e encolheu-se um pouco. Olhou bem no rosto e viu que era um garotinho, parecia ter sua idade, mas se vestia com umas roupas, pareciam ser roupas de um príncipe. O que ele poderia estar fazendo ali?

–O que você está fazendo aqui sozinha? –ele perguntou, olhando para ela de uma maneira um pouco séria

–Meus pais... eles me deixaram. Não vou mais sair daqui até o dia que morrer.

–Não diga uma coisa dessas. –seus olhos eram de um tom escuro, não se lembrava de ter visto olhos tão escuros como os dele –Você tem que continuar sua vida, menina. –o menino se agachou diante dela e a abraçou de uma forma protetora

–Eu... eu não sei se posso.

–Eu sei como é a dor que você está sentindo, mas não deves pensar assim. Tome. –colocou um colar em seu pescoço, que tinha uma rosa no meio e deu-lhe um beijo nos olhos da menina, limpando gentilmente suas lágrimas –Quero que me prometa uma coisa.

–O... O quê? –ela perguntou, se sentindo mais calma. Não sabia como, mas aquele garoto a fazia se sentir bem, protegida

–Me prometa que você nunca vai tirar esse colar de seu pescoço, que se lembre sempre de mim, quando nos encontrarmos novamente.

–Mas, quem é você?

–Não importa agora. Só me prometa. Não quero vê-la chorar novamente e nem pensar naquelas coisas que você me disse. Não fica bem para uma menina como você.

–Eu prometo.

O menino então se levantou, e deu as costas para a garotinha, indo embora. Ela ainda não estava acreditando no que estava acontecendo. Afinal, quem era aquele garoto? O que ele quis dizer com “Quando nos encontrarmos novamente?”. Não estava com cabeça para tentar entender aquelas palavras naquele momento, mas sabia que de certa forma ele havia mexido consigo interiormente. Aquele jeito calmo com o qual se dirigira a ela... era realmente um príncipe.

“A partir de hoje, vou fazer de tudo para que possa vê-lo novamente algum dia... o meu misterioso príncipe... talvez algum dia quando reencontrá-lo descubra seu nome.”

A princesinha então decidiu-se por sair da igreja, mesmo que ainda estivesse com um pouco de tristeza por causa da perda, sabia que com o tempo chegaria a superar, apenas precisava de tempo para isso.

Continua...
___________________________________________________________________________________________

Já vou avisando que essa é uma das fics mais doidas que eu já fiz. Fiquei pensando muito se deveria postar ou não, já que não é grande coisa.

_________________
avatar
Lacus
Colaborador
Colaborador

Mensagens : 230
Pontos : 2627
Reputação : 10
Data de inscrição : 12/04/2012
Idade : 26

https://nadjafansub.otaking.top

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum